BUSCAR
Twitter
Twitter
Instagram
Facebook
 
CENTRO DE APOIO AO
ESCRITOR
AGENDA CONCURSOS CIRCUITOS OFICINA ONLINE REVISTA GRAFIAS ANUÁRIO DE POESIA PEQUENO MANUAL
DO ESCRITOR
CLIPE DICAS DE LEITURA MURAL LITERÁRIO CADASTROS

MURAL LITERÁRIO

NOITE ABSOLUTA
A noite traz na sua calma
O fantasma que devora o tempo.
O tempo traz no seu silêncio
A utopia que aos poucos me devora
Esses dois me apavoram.

Dentro do ventre do tempo
Guardo meus versos traçados
Que se perpetuarão
Sob um ponto desconhecido
Enquanto isso, permaneço
Buscando um tempo sinistro.

Também devoro meus pensamentos
E com eles, rabisco
A caneta vazada vai manchando
Meus dedos
E esses vão manchando
Dos primeiros aos últimos versos
Que construo nessa imprecisa
E absoluta noite calma e fantasmática.

Agora, entendo, que devo estrangular
O passado e abrir uma via para o futuro
E lá, distante, no silêncio
Extrair o que foi arquivado
No hoje, que amanhã, já não será mais hoje.

SALETE NASCIMENTO / Poeta da cidade de Estância (SE)
CASA DAS ROSAS
ESPAÇO HAROLDO DE CAMPOS DE POESIA E LITERATURA
+55 (11) 3285.6986 | 3288.9447 contato@casadasrosas.org.br
Av. Paulista, 37 Bela Vista CEP 01311-902 São Paulo Brasil
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DO MUSEU
Terça-feira a sábado, das 10 às 22h
Domingos e Feriados, das 10 às 18h.
(Passível de alteração, de acordo com a programação).
Governo do Estado de São Paulo
TRABALHE CONOSCO COMPRAS E CONTRATAÇÕES RELATÓRICO DE ATIVIDADES CONTRATO E GESTÃO SECRETARIA DA CULTURA OUVIDORIA